Pedras Salgadas: ” Seremos uma equipa com valor e prometemos competência”

0
341
Nuno Mendonça ( à esquerda) Vice-Presidente do Pedras Salgadas, e Carlos Guerra (à direita) treinador do clube.

O Juventude de Pedras Salgadas foi o clube convidado do programa “Grande Área”, que vai para o ar todos os Sábados, na Rádio Clube Aguiarense. O Vice-presidente Nuno Mendonça e o treinador Carlos Guerra, falaram das expectativas para a nova época desportiva, e dos objectivos futuros do emblema termal.

O dirigente Nuno Mendonça, começou por referir que em comparação a última época o plantel do Pedras Salgadas foi reforçado com jogadores que vieram acrescentar qualidade a uma equipa que já por si era muito competitiva. “Foi efectivamente importante conseguirmos manter o clube neste escalão na última temporada, dado que,  vinha-mos de uma outra realidade (Campeonato distrital),  mas com o decorrer do campeonato demonstramos competência e qualidade de jogo. Contudo, este ano temos efectuado uma boa preparação, com estabilidade e um bom recrutamento de jogadores. Vamos procurar ser um pouco mais ambiciosos, mas conscientes dos nossos limites”, mencionou.

Todavia, o vice-presidente do Pedras Salgadas reconhece que a maior dificuldade actualmente do clube, é não jogar nas suas próprias instalações. “A nível distrital somos um clube de grande dimensão, mas a nível nacional estamos à procurar do nosso espaço. Mas efectivamente, o nosso grande “handicap” é o de não jogarmos no nosso campo,  não estarmos próximos do nosso publico, bem como a  nível de logística também se torna complicado. Porém, temos sabido resolver da melhor forma todas estas adversidades que encontramos até ao momento”, referiu.

Por seguinte, Nuno Mendonça adiantou que a requalificação que vai ter inicio em Setembro no Campo da Portelinha, com a aplicação de um relvado sintético e o melhoramento das infra-estruturas estará concluído em breve. Afirmando que no início da segunda volta do campeonato, mais concretamente em Janeiro, o Pedras Salgadas já jogará no seu próprio reduto. “Na segunda fase do Campeonato Nacional de Seniores, em Janeiro, já jogaremos no nosso próprio campo, na qual, as novas infra-estruturas estarão certamente concluídas”, indicou.

Em relação ao protocolo, que o emblema termal tem com o GD Chaves referente à cedência de atletas, o dirigente desportivo destacou a sua importância, referindo que o mesmo é para continuar. ” O protocolo que temos com GD Chaves é para continuarmos a manter. Reconhecemos com naturalidade a sua importância para nós, bem como as excelentes relações que os dois clubes têm”, realçou.

Para o técnico Carlos Guerra, o fundamental foi o Pedras Salgadas ter mantido a grande base do plantel da época passada , já que, possibilitou uma melhor preparação para a nova temporada. “O importante para mim foi termos conseguido manter a grande base do plantel da época passada. Temos efectuado uma preparação muito positiva e reconheço que neste momento o Pedras Salgadas tem um plantel com muito valor. Contudo, denoto que ainda temos poucos jogadores disponíveis no nosso plantel, parece-me um pouco curto neste momento. Mas estou convicto que daqui a algumas jornadas com o ingresso dos atletas que vem dos GD Chaves, já teremos uma equipa mais equilibrada em todos os sectores”, afirmou.

Sobre os atletas contratados pelo Pedras Salgadas, Carlos Guerra está ciente que as aquisições foram efectivamente as mais acertadas. “Fizemos aquisições extremamente importantes. Mantivemos jogadores experientes como o Ramalho e o Malan. E depois, contratamos atletas como o Youssuf que é um jovem com enorme potencial que eu já venho a seguir algum tempo. Por outro lado, o Gomis, é um avançado que conhecemos bem, com passagens pela segunda liga, onde as suas características se enquadram perfeitamente na nossa ideia de jogo “, atirou.

Em relação aos objectivos para a nova época desportiva, Nuno Mendonça afirma que o Pedras Salgadas vai procurar ter uma boa classificação, sempre com o pensamento de discutir a vitória em qualquer campo.  Por seu turno, Carlos Guerra, realça que a primeira premissa é atingir o números de pontos suficientes que permita fugir aos lugares de descida directa e depois procurar uma classificação meritória.

 

Deixar comentário

Comentário