CNS: Pedras Salgadas derrotado em casa (1-2)

2
316

Pedras Salgadas 1-2 Vianense

Mau demais para ser verdade!

O Pedras Salgadas na recepção ao Vianense, averbou a sua quarta derrota na Fase de Manutenção do Campeonato Nacional de Seniores, perdendo por 1-2. Num encontro, onde o arbitro Pedro Vilaça efectuou uma “arbitragem escandalosa”.

Um inicio de jogo muito prometedor para o Pedras Salgadas que aos 13` já vencia por uma bola a zero, fruto do golo obtido por Fall que aproveitou da melhor forma uma desatenção defensiva do Vianense. Neste período, os jogadores da turma da vila termal mandavam no jogo e por duas vezes Hugo Silva colocou a prova os reflexos de Pedro Cunha que correspondeu da melhor forma.

Contudo, ao minuto 35, a equipa de Carlos Guerra fica reduzida a 10 unidades por expulsão de Seidi, por acumulação de cartões amarelos. Se o primeiro ( minuto 25) é bem mostrado, o segundo amarelo já não, visto que a falta cometida pelo médio não era passível da amostragem de qualquer cartão. Critério duro aplicado pelo juiz do encontro que nada veio a beneficiar o espectáculo, e que só prejudicou a equipa da casa. Mas a arbitragem de Pedro Vilaça continuou com mais capítulos, isto porque o arbitro entendeu após o minuto 45, dar mais 6 minutos de tempo extra, quando  não havia justificação para tal, inclusive ao minuto 51, quando o Vianense chegou a igualdade, o juiz do encontro apitou para intervalo. De facto bastante curioso!

Na etapa complementar, o Pedras Salgadas vai ficar reduzido a 9 unidades, visto que Hugo Silva ao minuto 50, foi advertido por Pedro Vilaça com o segundo cartão amarelo num lance a meio-campo e onde o atleta teve uma disputa de bola ombro a ombro com o adversário. Novamente o arbitro da partida a errar na analise e interpretação da ocorrência, bem como o primeiro amarelo mostrado a Hugo Silva minuto 16,  ter deixado muitas duvidas já que ficou a ideia que foi o atleta do Pedras Salgadas que sofreu a falta mas a leitura do arbitro da partida foi claramente outra, sempre em prol do prejuízo da equipa termal.

Com menos dois jogadores em campo, o técnico local Carlos Guerra procurou reorganizar a sua equipa na tentativa de segurar a igualdade. Todavia, o primeiro cartão amarelo mostrado a um atleta do Vianense só aconteceu ao minuto 70 (única advertência a equipa visitante ao longo do encontro). Mais grave ainda, é o jogador Miguel do Vianense, durante o tempo que  esteve em jogo ter em cinco situações  jogado o esférico com a mão, sem que o arbitro da AF Porto tenha mostrado qualquer cartão amarelo.

O golo do triunfo para a equipa adversaria surgiu a minuto 88 por intermédio de André que aproveitou da melhor forma um corte incompleto da defensiva da casa.

Já em período de descontos, Pedro Vilaça, voltaria a mostrar a cartolina vermelha por mais duas vezes e consequentes expulsões. Primeiro, Álvaro ao minuto 92, após falta a meio-campo e depois de uma intercepção de bola vê o cartão vermelho directo para espanto de todos e sem que houvesse motivo para tal. Por fim, Daniel Gonçalves, minuto 93, depois de uma disputa de bola com Adul perto da linha lateral é advertido com o segundo cartão amarelo e consequente vermelho.

Enfim, um jogo que teve um inicio muito prometedor e acabou por ser estragado com uma péssima arbitragem de Pedro Vilaça, que ao longo do encontro prejudicou severamente a equipa do Pedras Salgadas através de inúmeros erros consecutivos e quatro expulsões , prestando à arbitragem nacional um trabalho medíocre.

 

Texto: Luís Miguel Roçadas

Foto: José Sousa

 

Jogo no Complexo Desportivo de Vila Pouca de Aguiar

 

Ao intervalo: 1-1

 

Golos: Fall (13`), Adul (51`) e André (88`)

 

Equipas:

Pedras Salgadas: Rafa Albuquerque, Dani ( Mike 61´), Álvaro, Ramalho, Daniel Gonçalves, Tiago Mourão, Seidi, Fall (Eloy 68´), Guilhaume (Malam 39`), Hugo Silva, e Latyr.

Treinador: Carlos Guerra

 

Vianense: Paulo Cunha, Adul, Miguel (André 79m), Ruizinho, Yero, Amaral, Coentrão, Magalhães (Dany 61`), Marcelo (Diogo Gonçalves 20`), Vítor Sousa, e Rúben.

Treinador: Ricardo Silva

 

Arbitro:  Pedro Vilaça (AF Porto)

Auxiliares: Tiago Leandro e Hélder Casanova

Cartões Amarelos: Hugo Silva ( 16` e 50`), Seidi (25` e 35`), Dani (52`), Dany (70`), Miguel ( guarda-redes suplente do P.Salgadas, 83`), Wendel (Suplente do P.Salgadas), Daniel Gonçalves (87 e 93`).

Cartões Vermelhos: Seidi (35`), Hugo Silva (50`),  Álvaro (92`), Daniel Gonçalves (93`)

Deixar comentário

Comentário

2 Comentários

  1. Isto não passa de uma arbitragem encomendada.
    Pena,é estes indivíduos e quem os domina,colocarem em questão a realidade do futebol.
    Fazem tudo por interesses pessoais.
    Força Pedras o querer é um poder.

  2. O que se passou neste jogo resume-se a uma arbitragem escandalosa que teve como objectivo aniquilar a equipa do jps para o jogo seguinte contra o ninense e com o objectivo de favorecer esta equipa, pois estão a tentar tudo por tudo para que seja o pedras a descer!!isto porque nesta jornada vá-se lá saber como, esta equipa do ninense venceu o fafe, com esta equipa a deixar-se perder nitidamente para prejudicar o pedras!!Isto é a podridão do futebol português!!!!

Comments are closed.