Maximino Costa: “O objetivo é ficar na primeira posição”

0
286

maximino ribera costaEm declarações ao Desportivo Transmontano (DT), Maximino Costa, Presidente do Ribeira de Pena, falou do seu projecto desportivo para o clube, bem como a expectativa de poder lutar pelo primeiro lugar no Campeonato da  Divisão de Honra da AF Vila Real.

Maximino Costa, assumiu no final da época transata, a presidência do clube ribeira-penense, um mandato de dois anos, no qual pretende realizar um trabalho digno e competente. “O que me levou assumir este cargo foi a vontade de querer fazer algo pela minha terra, e pelo clube do meu coração. Ainda para mais, temos um projecto desportivo que queremos implementar neste emblema”, referiu.

O dirigente desportivo menciona que o seu projecto é sustentado em três pilares, que são de certa forma os pontos fundamentais para um melhor desenvolvimento do GD Ribeira de Pena. ” O projecto é baseado em três pilares bem definidos. O primeiro é organização interna do clube, que passa efectivamente por uma reestruturação de todos os sectores internos do GD Ribeira de Pena, aliados a uma organização entre direcção, equipa técnica, e respectivos atletas.

O segundo pilar é abrir as portas do clube à população, aqui procuramos incorporar a criação de novas modalidades para o GD Ribeira de Pena, bem como novas secções que privilegiem a prática desportiva. Neste momento já temos o BTT, e vamos tentar trazer para o nosso emblema o voleibol feminino, e o ténis de mesa. Por conseguinte, o terceiro e último pilar deste projecto, é efectivamente a aplicação do piso sintético e melhoria das Infra-estruturas no campo de jogos. O GR Ribeira de Pena, pela sua história já merecia um melhoramento no seu espaço, dai estarmos a efectuar uma parceria com o Município para a concretização deste objectivo”, declarou.

Em relação, aos apoios que o clube tem para poder ter uma solidez financeira saudável, Maximino Costa, afirma que o Município de Ribeira de Pena tem sido um enorme parceiro, na forma como tem colaborado com o clube. ” O nosso grande apoio é de facto o Município de Ribeira de Pena, tem sido nosso aliado em tudo. Mas, também temos vindo a realizar uma grande campanha de Marketing junto dos comerciantes, bem como, procurando também efectuar uma maior angariação de sócios”, atirou.

O Presidente do GD Ribeira de Pena, referiu que é uma vontade sua enquanto estiver a dirigir os destinos do clube fazer um trabalho benéfico nas camadas jovens, para que num futuro próximo a equipa de futebol sénior beneficie cada vez mais da formação. “A nossa aposta este ano virou-se para a formação, e para os jogadores da terra. É com orgulho que digo, que dos 24 jogadores que compõem o nosso plantel, 20 são jogadores da casa. Criamos um plantel competente, com qualidade e prometemos critério. Queremos dar oportunidade aos nossos jovens”, disse.

Sobre a mudança de técnico ainda no decorrer da pré-época, Maximino Costa, menciona que algumas divergências entre direcção e o antigo treinador Jorge Capelas estiveram na base da saída deste último. ” O treinador Jorge Capelas é um homem competente, e é de facto um treinador que percebe muito de futebol. Mas houve algumas divergências entre direcção do Ribeira de Pena e o técnico Jorge Capelas optando-se por bem uma rescisão entre ambas às partes, para manter um bem-estar no clube, e garantir uma melhor estabilidade. Contudo, gostaria de agradecer publicamente ao Jorge Capelas toda a dedicação e trabalho que demonstrou nestes últimos meses”, especificou.

Todavia, o dirigente desportivo assegura que a contratação de Justino Ribeiro, para o comando técnico da equipa era uma escolha lógica. “A escolha de Justino Ribeiro era lógica. Conhece a equipa, o clube, e é um dos melhores treinadores do nosso campeonato. Reconheço-lhe muita competência”, informou.

Por último, Maximino Costa está efectivamente muito optimista em relação à nova época desportiva do GD Ribeira de Pena na Divisão de Honra, mencionando que o objectivo do clube é ficar na primeira posição. ” Um dos nossos objectivos é ficar na primeira posição, temos jogadores para isso, e acredito profundamente na qualidade deles. É algo que gostaria de alcançar se for possível. Contudo, reconheço que Mondinense e Montalegre tem dois planteis muito equilibrados, e naturalmente vão ter também ambições de lutar pelo título”, finalizou.

Luís Miguel Roçadas

 

Deixar comentário

Comentário