Juvenis: Noura 0-1 Diogo Cão

0
473

Os jogadores do Noura fizeram questão de mostrar aos da Diogo Cão que não lhes iriam fazer a vida fácil.
A 1ª parte foi totalmente dominada pela Diogo Cão, a equipa tinha mais bola, conseguia progredir no terreno e chegou, sem surpresas, ao golo pelo capitão João Pedro, à passagem dos 20 minutos.

Durante a 1ª parte a Diogo Cão teve mais algumas boas ocasiões para aumentar a vantagem, mas não conseguiu concretizar.

Já o Noura era uma equipa que só perturbou a Diogo Cão em lances de bola parada e num ou noutro erro individual dos jogadores da equipa visitante.

A 2ª parte foi completamente diferente. O Noura entrou com vontade de mudar o rumo do jogo e, apesar de não ter criado ocasiões flagrantes de golo, colocou em sentido o sector mais recuado da Diogo Cão.
Paulatinamente, e sem mudar o seu registo de jogo, a Diogo Cão foi-se libertando da pressão dos da casa e quando já tinha novamente o controlo do jogo sofreu um duro revés, com a expulsão de Pantano, vendo-se assim obrigada a jogar mais de metade da 2ª parte com menos um elemento.

Até ao final foi um jogo de sofrimento para a Diogo Cão, que tentou guardar a bola sempre o mais à frente possível, mas que tinha dificuldades perante o jogo directo do Noura.

O marcador não se viria a alterar até ao final da partida, contudo, é de registar a tensão com que se jogaram os últimos minutos do jogo, que levaram a que no final as equipas ainda demorassem a sair do terreno de jogo, com cenas que em nada dignificam o futebol de formação, valendo a forma como os responsáveis da Diogo Cão isolaram os seus jogadores e como os jogadores do Noura se comportaram.

Boa arbitragem, deixando só algumas dúvidas na forma como foram distribuídos os cartões para ambas as equipas, que não nos pareceu condizente com a agressividade colocada em campo por ambas.

Deixar comentário

Comentário