Jorge Barroso: “Estamos a superar as nossas próprias expectativas”

0
199

BarrosoEm entrevista ao Desportivo Transmontano, Jorge Barroso Presidente do Juventude de Pedras Salgadas mostrou-se muito satisfeito com a participação positiva que o seu clube tem feito no Campeonato Nacional de Seniores, referindo que isso só tem sido possível, graças ao protocolo que o clube da vila termal tem com o Grupo Desportivo Chaves para a cedência de jogadores. Porém, Jorge Barroso também mencionou, que as obras no Estádio da Portelinha tem decorrido a um bom ritmo, e que a implementação do relvado sintético estará concluída no início do mês de Fevereiro.

O dirigente desportivo afirma que o campeonato até ao momento realizado pelo Pedras Salgadas tem efectivamente superado as expectativas. “Temos que reconhecer que de facto estamos a superar às nossas próprias expectativas para está época desportiva. Sentimos-nos satisfeitos com a prestação digna que temos vindo a efectuar no CNS. A experiência que adquirimos no ano passado possibilitou-nos outro conhecimento sobre esta realidade. O plantel que construí-mos dá-nos muitas garantias, mas só foi possível graças ao protocolo que temos com o Desportivo de Chaves”, referiu.

“Os nossos adversários já nos respeitam mais”

Jorge Barroso, também destaca que neste momento os adversários já olham para o Pedras Salgadas com mais respeito, dado que a equipa tem demonstrado que pode lutar pela vitória com qualquer adversário. “Sentimos que neste momento, os nossos adversários nos respeitam mais e olham para o nosso clube de uma forma diferente. Mas, também sabemos que somos capazes de ganhar pontos e vitórias a qualquer adversário deste campeonato. Temos a perfeita consciência do trabalho desenvolvido até agora, e vamos procurar ser cada vez melhores”, afirmou.

“Prevejo que no início de Fevereiro, o Juventude de Pedras Salgadas já venha a jogar no renovado Estádio da Portelinha”

Sobre as obras de requalificação do Estádio da Portelinha, o Presidente do Pedras Salgadas evidencia que as mesmas têm decorrido a um bom ritmo, e que no princípio do mês de Fevereiro já estarão concluídas. “O Juventude de Pedras Salgadas precisava urgentemente de melhoramentos no seu próprio Estádio. Dai a parceria que estabelecemos com o Município de Vila Pouca ter sido vital, para que a implementação do relvado sintético se torna-se uma realidade. Queríamos dar aos nossos jovens melhores condições para praticarem desporto e melhorarem o seu processo de formação. Neste momento a obra tem decorrido bem, dentro daquilo que tínhamos previsto. E, certamente vamos ter condições de bom nível. Mas, de facto prevejo que no início de Fevereiro, o Juventude de Pedras Salgadas já venha a jogar no renovado Estádio da Portelinha. Temos uma estrutura directiva coesa e empenhada em dar o melhor pelo clube e pelos seus atletas”, disse.

Contudo, Jorge Barroso também se mostrou crítico em relação as taxas que os clubes têm de pagar a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). “Este Campeonato Nacional de Seniores é muito caro, e deixa várias despesas para os clubes. Cada jogo em casa com policiamento fica à volta de 1000 euros. Isto afecta muito os orçamentos idealizados no inicio do campeonato. Porém, temos conseguido um leque de apoios e receitas que nos tem possibilitado manter um estabilidade financeira importante”, declarou.

“Queremos continuar com esta classificação”

Por último, o dirigente desportivo refere que o Pedras Salgadas vai procurar atingir uma classificação digna e que o objectivo da manutenção está num bom caminho. “ O plantel vai tentar ao máximo continuar com esta classificação e os jogadores estão motivados para isso. O nosso objectivo passa efectivamente pela manutenção e, tentar nesta primeira fase do campeonato amealhar o  máximo de pontos possíveis para permanecermos nesta competição. Também tenho que reconhecer o excelente trabalho efectuado pela nossa equipe técnica quer na preparação dos jogos e na análise dos adversários, mas também pela posição que ocupamos no campeonato. Fundamentalmente sabemos que vai ser difícil realizar uma segunda volta, igual à primeira, mas também sabemos quais são as nossas vantagens e desvantagens. Estamos motivados e queremos ao máximo dignificar este clube que representamos”, finalizou.

Luís Miguel Roçadas

 

 

Deixar comentário

Comentário