Vila Real é sempre o ponto mais alto da época desportiva automobilística nacional, principalmente para os muitos homens da casa. João Sousa não é exceção e tanto ele como a sua estrutura, a Garagem Veiga Competição, encararam estes dias com grande ambição e grande alegria.

Os resultados obtidos em Braga demonstravam uma excelente evolução e capacidade para estar próximos dos TCR, e Sousa abordou a prova de Vila Real com um legítimo otimismo.

Mas o fim-de-semana foi ingrato para o piloto vila-realense que enfrentou diversos problemas no seu Leon Supercopa. No primeiro treino livre não foi sequer para a pista e no segundo apenas pôde fazer uma volta. Na qualificação 1 fez o oitavo tempo, não conseguindo melhorar a sua marca na qualificação 2, dada a falta de voltas dadas ao traçado transmontano.

A equipa não baixou os braços e continuou a trabalhar arduamente para que tudo estivesse pronto para o dia seguinte, mas os problemas voltaram a aparecer e Sousa conseguiu fazer apenas 5 voltas na corrida 1. Apesar de todos os esforços da equipa, a segunda corrida não foi melhor, com o piloto a ser obrigado a regressar às boxes 4 voltas após a luz verde. Um fim de semana deveras frustrante para o piloto:

“Não foi de todo o fim de semana que ambicionávamos. Em Braga mostramos um excelente andamento e estávamos confiantes que iriamos conseguir fazer igual ou melhor em Vila Real, mas infelizmente, problemas elétricos impediram-nos de mostrar o nosso verdadeiro valor em pista. Estava confiante e o pouco tempo que estive em pista senti que poderia fazer coisas boas, mas infelizmente as corridas por vezes são ingratas. Resta-nos levantar a cabeça e manter o ânimo de sempre. O projeto é sólido, tem potencial e já o mostramos em pista. Vamos voltar em força na próxima corrida. De salientar o excelente trabalho da minha equipa, que foi incansável durante todo o fim de semana e que colocou em pista 5 carros, 4 deles com resultados muito positivos. Ainda assim o balanço geral tem de ser positivo.”

A Garagem Veiga Competição fez alinhar ainda o PEUGEOT 306 S16 de Simplício Taveira, os Honda Civic de Marco Basílio e Nuno Basilio e a dupla Tiago Montes, em parceria com Pedro Pinto. A todos eles a GVC dá os parabéns pelas prestações.

Deixar comentário

Comentário