NataçãoO Ginásio Clube Vila Real marcou presença no XVI Torneio Cidade da Maia, competição na qual participaram 199 atletas em representação de 16 clubes. A equipa do GCVR foi constituída por 14 atletas: Carolina Guimarães, Carolina Sousa, Francisca Baptista, Inês Cruz, Margarida Fernandes, Rita Cabral, Francisco Afonso, Koen Weustink, Luis Carvalho, Luis Luz, Luis Pires, Rafael Matias, Rodrigo Salcedas e Tomás Tinoco. Os resultados registados foram muito positivos, tendo sido conquistadas seis classificações no top-10, cinco novos recordes pessoais e ainda um mínimo para os Campeonatos Zonais de Infantis, que contribuíram para o 11º lugar geral com 98 pontos.

Ao nível das classificações, Margarida Fernandes teve o principal destaque ao vencer a prova de 50 metros Livres com o tempo de 28.61, sendo de destacar ainda o 4º posto de Koen Weustink nos 50 metros Livres com 24.91, o 6º posto de Luis Carvalho nos 200 metros Costas com o novo recorde pessoal de 2.20.68 e o 9º posto de Rodrigo Salcedas nos 400 metros Estilos com 5.09.78, somando a estas classificações o 6º lugar alcançado tanto pela estafeta masculina de 4×100 Estilos (constituída por Tomás Tinoco, Luis Luz, Koen Weustink e Rafael Matias) com 4.16.45, como pela estafeta feminina de 4×100 metros Estilos (constituída por Carolina Sousa, Inês Cruz, Margarida Fernandes e Rita Cabral) com 4.54.73.

Francisco Afonso (atleta Infantil B) esteve igualmente em destaque ao realizar o tempo de 3.06.32 na prova de 200 metros Bruços que lhe valeu o 16º posto, constitui novo recorde pessoal e mínimo para os Campeonatos Zonais de Infantis. Ao nível dos recordes pessoais, a registar ainda: Luis Pires, 11º nos 200 metros Mariposa com o tempo de 2.27.54; Inês Cruz, 12ª nos 200 metros Bruços com o tempo de 3.01.03; Carolina Guimarães, 15ª nos 200 metros Livres com o tempo de 2.33.17.

Este Torneio serviu assim como avaliação dos atletas do GCVR numa altura da época muito intensa ao nível dos treinos e que deu indicações muito positivas do trabalho realizado por estes jovens vila-realenses.

 

Luís Pinto

Deixar comentário

Comentário