FUTSAL: ANTEVISÃO 19ª JORNADA DA 3ª DIVISÃO (A)

0
126

Antevisão à jornada por Fernando Parente

 

 

 

Covense – Caxinas
Equipas sensação desta série, em igualdade pontual, irão esgrimir forças nesta jornada. O Covense a jogar em casa irá querer, com toda a certeza, continuar nos lugares cimeiros da tabela classificativa e nada melhor que esse fator e perante uma equipa que tem tido algumas intermitências a nível de resultados e exibições nestas últimas jornadas, para o conseguir fazer. Ambas vêm de vitórias moralizadoras, frente a duas equipas com bastante experiência nestas lides e que estão um pouco longe do que lhes é habitual (Contacto Futsal e Macedense), aliás, a equipa de Macedo de Cavaleiros já tem a sua meta traçada (descida ao distrital da AF Bragança). Acredito num jogo aberto, com oportunidades para as duas equipas, mas no qual irá possivelmente existir um ascendente no domínio do jogo, na posse de bola, pela equipa que joga no seu reduto.

Mogadouro – GD Macedense
Um jogo entre “velhos” conhecidos, um dérbi entre duas estruturas e entidades que se conhecem como ninguém, mas que neste momento e atendendo às palavras do Treinador Costinha à Radio Onda Livre de Macedo de Cavaleiros, parece existir mais animosidade, do que da parte do Prof. Artur, treinador do Mogadouro, que aposta mais na contenção verbal, virando-se para o resultado que pode trazer o jogo, que é o tónico mais importante desta partida. Costinha referiu: “Honestamente, nós temos que jogar com todos, e ser competentes.Entre dois clubes que não têm relações institucionais, não há grande vantagem sequer em falar em dérbi.É um jogo como outro qualquer, e jogamos.Vamos procurar dar o nosso melhor, e esperemos ganhar este jogo.” Do lado da equipa que joga em casa, o jogo e os três pontos são o mais importante, mesmo dando a importância ao mesmo de dérbi, tal como sempre o foi e será: “Estamos empenhados, e penso que vai dar os seus frutos e que as coisas vão mudar.Não por ser contra o Macedense, porque, repito, não tem nada a ver a tabela classificativa nem a pontuação.São jogos muito difíceis, complicados.É uma série extremamente competitiva. A equipa técnica vai fazer tudo para ver ganhar a Mogadouro, e a equipa técnica do Mogadouro vai fazer tudo para ganhar ao Macedense.É assim que vamos encarar as coisas.Cada um sabe de si, e cada um fala por si.Nós iremos falar e responder dentro das quatro linhas.” Penso que as palavras de cada Treinador transmitem na realidade o pensamento de cada um deles para a importância que pode ter este jogo, sabendo de antemão que os três pontos em questão serão sempre mais valiosos para a equipa que joga no seu reduto, do que para a equipa visitante, que viu a sua sentença de descida chegar na jornada anterior quando recebeu e perdeu com o Covense em casa.

Ervededo x CDC Priscos
Um dos grandes jogos desta jornada, a colocar frente a frente duas equipas com alguns dos melhores executantes desta série. As duas equipas aparecem neste momento separadas por um ponto na liderança da tabela classificativa desta série e acredito que o empate será um mal menor para as duas, vista a distância para osterceiros classificados, os quais também se irão defrontar nesta jornada. Será certamente um jogo que terá todos os condimentos para que os adeptos de ambas as equipas se desloquem ao pavilhão da equipa de Chaves para presenciar um jogo recheado de bons executantes técnicos e que a meu ver, será um jogo de tripla.

Contacto – Desp. Aves
O Aves, se conseguir os três pontos em questão neste jogo, é uma das equipas que pode sair beneficiada nesta jornada devido aos confrontos entre os primeiros e terceiros classificados. Já do lado da equipa de Cabeceiras de Basto reina um pouco a falta de acerto na baliza adversária e uma intermitência exibicional que permita à equipa da Contacto ter uma sequência de vitórias para que a equipa ainda possa aspirar a estar nos lugares de decisão desta série. Se perder, vislumbra-se cada vez mais difícil a luta pela subida duma equipa com outros pergaminhos nesta divisão nacional. Será certamente um jogo em que nenhuma das equipas irá querer perder, visto que a derrota, para uma delas é o significado de ver o comboio da subida afastar-se cada vez mais, e, para a outra, é o poder intrometer-se mais na luta pela subida de divisão.

Neiva – GCR Vermoim
Longe do fulgor de um passado recente, encontram-se nesta partida duas equipas à procura da sua redenção. Se da parte da equipa da casa, já nada há a perder, a não ser o próprio orgulho dos atletas e da equipa técnica em sair de cabeça de erguida desta divisão, uma vez que a descida ao distrital da AF Viana do Castelo já está há muito decidida, do lado da equipa da Maia ainda existe uma palavra a dizer, uma esperança em que os três pontos deste jogo lhe permitam continuar a sonhar com o objetivo de poder estar nos lugares de decisão nas últimas jornadas. Depois de duas vitórias consecutivas, pensava-se que a equipa tida num determinado momento deste campeonato como o “rei” dos empates, pudesse vir por aí acima, mas a derrota na jornada anterior, em casa e frente a um adversário quase direto, destruiu um pouco a ambição da equipa de Vermoim de subir mais um degrau na sua recuperação pontual.

Carrazedo de Montenegro – Lavradas
Dois ex-líderes desta série que se encontram nesta jornada, onde nenhum irá querer perder. A derrota nas próximas três / quatro jornadas pode influenciar e muito o trajeto de qualquer uma delas nesta série, e uma derrota nesta jornada, embora matematicamente não seja crucial para o objetivo de cada uma, pode levar a que a equipa que perca não conseguir ultimar os seus intentos. Ambas vêm de duas vitórias moralizadoras, sendo que a equipa que tem mais a ganhar com estes três pontos em questão, é a equipa que joga em casa, fruto de ver a decisão, cada vez mais tardia, por parte da FPF, em atribuir-lhe a vitória no jogo da 11ª jornada frente à Casa do Benfica de Vila Pouca de Aguiar. Contudo, será um duelo de titãs, onde os jogadores das duas equipas em questão irão fazer de tudo para chegar à vitória, pois estamos num determinado momento em que nenhuma equipa quer perder o comboio da subida neste ano de transição em que a terceira divisão vai acabar.

Arsenal Parada – Casa Benfica VPA
Duas equipas com uma diferença pontual de três pontos na tabela classificativa, que procuram retomar uma sequência positiva nos resultados das mesmas. A equipa adversária parece motivada pela vitória folgada alcançada na jornada anterior frente ao último classificado (Neiva), sendo que o seu adversário, apesar de melhor na diferença pontual na tabela, procura retomar o trilho das vitórias. Maranho Neves sabe que tem um desafio à sua altura, que é não deixar a equipa entrar em desmotivação e queda exibicional após estas duas derrotas consecutivas no campeonato, de modo a entrar novamente nas contas de decisão. Pela frente vai encontrar uma equipa aguerrida, que faz do seu modelo de jogo uma caixa forte difícil de arrombar, pois adora jogar no erro do adversário e, que procura ser uma equipa mais consistente nos seus processos ofensivos e principalmente na capacidade de decisão. Mais um jogo entre duas equipas que não querem nem podem perder o comboio das decisões.

Deixar comentário

Comentário