Deixou-nos, ontem, uma lenda do motociclismo nacional. António Pinto da Costa Paulo, uma figura incontornável da sociedade vila-realense, ligado ao desporto motorizado, faleceu aos 81 anos.

Desde sempre ligado ao Circuito Internacional de Vila Real, Costa Paulo somou vitórias, dentro e fora de pista. Além de sócio-fundador do Clube Automóvel de Vila Real (CAVR), fez parte da Federação de Motociclismo, foi ainda diretor de prova, comissário técnico e, claro, piloto.

Venceu a prova inaugural do Autódromo do Estoril, em 1972. Projetou e concebeu a famosíssima Famel Zundap XF-17. Teve um papel preponderante, durante décadas, na organização das corridas em Vila Real. Outros feitos se poderiam somar ao seu currículo interminável… O “cheiro a gasolina”, de que tanto gostava, nunca mais será o mesmo.

Foi homenageado pela Câmara Municipal com a Medalha de Mérito. Em Águeda, recentemente, foi homenageado em Águeda por um grupo de fãs que o surpreenderam com a oferta de uma verdadeira Famel XF-17 totalmente personalizada. A última homenagem pública seria em 2017, pelo CAVR e a autarquia local, durante o WTCC, depois de uma exibição de motas no Circuito de Vila Real.

Deixar comentário

Comentário