Depois de uma estreia extremamente positiva na ronda inaugural do CER, em Valência, Edgar Florindo vai continuar a competir no Campeonato Espanhol de Resistência. A boa performance demonstrada na primeira jornada do campeonato, onde conseguiu rodar ao nível dos mais rápidos, assinando a melhor volta da corrida, foram a prova que o piloto de Vila Real estava mais que preparado para o desafio.

O mês de maio iria ser o decisivo no que ao futuro do piloto diz respeito, e Florindo optou por continuar a evoluir no CER, nesta época, sempre em busca de mais e melhor:
“Em 2017 iniciei a minha caminhada nos TCR, e este ano pretendo continuar a minha evolução com estes carros. No CER fui confrontado com novos desafios que me agradam e que podem ajudar-me a melhorar cada vez mais. Além da oportunidade de conhecer pistas e adversários novos, também posso fazer mais quilómetros, visto que o tempo em pista é maior. O número de TCR em pista (mais de 15 carros) é também importante. ”

Como consequência desta opção, Florindo não estará presente no CPVT, uma opção difícil para o piloto, mas que é tomada a pensar num bem maior:
“Sempre sonhei ser campeão nacional. Não escondo que tinha e ainda tenho essa ambição, mas o início de 2018 trouxe algumas incertezas quanto ao CPVT e eu tive de encontrar um rumo. Não foi uma decisão fácil, admito, mas na vida, às vezes, precisamos de fazer com que as decisões vençam o sentimento. Este é um ano muito importante para mim, com novos e aliciantes desafios à vista, e escolhi o caminho que me parece mais adequado para a minha carreira. ”

O piloto tem o apoio da TOP CAR, MAN TAR Braga, FLIEGL Trailer, BRINCAR Automóveis, Azenha de Vilarinho dos Freires, Banco BPI, RSM, PUBLISERV e Transportes Rui Florindo.

A próxima corrida de Edgar Florindo está agendada para o fim de semana de 19 e 20 de Maio, no Circuito de Motorland-Aragón.

Deixar comentário

Comentário