No rescaldo à 22ª jornada o destaque vai para a vitória por 3-0 do Chaves “satélite” no reduto do Vidago. A formação flaviense rubricou uma exibição competente e personalizada. Apesar do desaire, os alvi-negros demonstraram qualidade e procuraram fazer frente ao líder da prova.

Já o Vila Real voltou de novo a perder pontos na corrida pelo titulo distrital. A equipa orientada por Nuno Pinto consentiu um empate caseiro(0-0) diante do Régua. Os vila-realenses ficaram reduzidos a 10 elementos desde os 30 minutos e não conseguiram superar o seu oponente.

Quanto ao Vila Pouca, os aguiarenses venceram com relativa facilidade por 6-1 na deslocação a Fontelas . A turma da casa esteve na frente do marcador, mas depois da expulsão do seu guarda-redes teve grandes dificuldades em travar o ataque do Vila Pouca. Guillaume foi a figura da partida aos marcar três dos seis golos da equipa de Patrick Canto.

Por sua vez, o Abambres foi empatar ao reduto do Atei (1-1). O desafio teve diversos períodos de equilíbrio e o resultado final é justo. Ambas as colectividades demonstram argumentos para terem vencido o jogo.

Também no encontro entre o Vilar de Perdizes e o Santa Marta o marcador final assinalou uma igualdade (0-0). Foi um bom jogo de futebol onde as duas formações estiveram em grande plano. Houve entrega e vontade de ambas as equipas, mas os avançados não conseguiram superar as defesas.

O Valpaços surpreendeu nesta ronda da competição e foi vencer o terreno do Salto por 1-0. Tradicionalmente não é fácil pontuar em terras barrosãs, mas a formação da “capital do folar” efectuou bem o trabalho de casa e passou com distinção neste teste difícil. Quanto ao Salto desperdiçou uma óptima oportunidade de regressar aos triunfos.

Em último lugar, focar a vitória do Cerva por 1-0 na visita ao reduto do Murça. Previa-se um jogo intenso e equilibrado. As duas equipas procuraram dar o seu melhor, mas o Cerva demonstrou ter mais eficácia na altura de rematar à baliza. Com este triunfo a turma orientada por Rui Machado voltou de novo a entrar na luta pelo quarto lugar do campeonato.

 A equipa |

Com a vitória no terreno do Vidago a equipa do Chaves “Satélite” aumentou distâncias pontuais para os seus mais diretos perseguidores. A formação de Carlos Guerra tem realizado um campeonato exemplar e tem demonstrado que é claramente a melhor equipa da competição. Os flavienses estão praticamente com uma “mão” no titulo.

O momento | 

Neste capitulo aproveitamos para falar da claque “Brigada Alvi-Negra”. É a claque oficial do Vila Real que tem animado bastante o nosso campeonato distrital. São jovens adeptos que defendem o amor e dedicação ao clube da sua terra. Cada vez mais precisamos de recuperar o “bairrismo” e apoio às equipas da nossa associação. É fundamental atrair os adeptos aos campos de futebol. Parabéns aos jovens da claque “Brigada Alvi-Negra” pela sua prestação na bancada. Um exemplo a seguir.

A figura |

Guillaume, avançado do SC Vila Pouca foi eleito a figura da jornada. O atacante marcou três dos seis golos da vitória dos aguiarenses no reduto do Fontelas. Aos 35 anos, o experiente avançado continua de pé quente e a realizar uma grande época.

 

 

 

Deixar comentário

Comentário