Resultado injusto para exibição personalizada

A equipa do Pedras Salgadas foi derrotada este domingo no recinto do Merelinense por 2-1, num encontro relativo à 15ª jornada da Série A do Campeonato de Portugal.

Perante um candidato assumido à fase de subida, a exibição da equipa termal foi assinalada de grande nível, mas que acabou por não se expressar no resultado final…

A formação da vila termal deu tudo dentro de campo, demonstrou uma enorme vontade de vencer o jogo e fê-lo, através de uma postura notável dos seus jogadores. A superioridade e domínio do Pedras Salgadas foram notórios, ao longo da partida, valendo ao Merelinense a eficácia nas poucas ocasiões que conseguiu incomodar a defesa termal. O resultado é o que fica para história, mas é enganador e injusto.

O Merelinense inaugurou cedo o marcador. O jogo contava apenas com oito minutos quando Agdon na marcação de um  pénalti que deixa muitas dúvidas, deu vantagem à equipa da casa.

A resposta do Pedras Salgadas surgiu de imediato e João Nogueira (30`) foi carregado dentro da área mas o árbitro da partida erradamente, entendeu não haver motivos para assinalar pénalti.

A equipa termal procura a igualdade no marcador e Zé Lopes (32´) num remate à entrada da área obriga Rui Rego a grande intervenção.

Á passagem do minuto 39, novo lance na área do Merelinense com Lane a ser carregado e desta vez o árbitro não teve dúvidas assinalar o castigo máximo. Zé Lopes foi chamado a marcar o penálti e cumpriu as ordens… arrancou para a bola e disparou para o golo.

Na segunda parte, e sem Zé Lopes em campo devido a lesão, a equipa de Ricardo Silva começou por desperdiçar, aos 52′, uma grande oportunidade por Lane, valeu à turma da casa a intervenção do defesa Adérito a tirar o esférico em cima da linha de golo.

O treinador da casa tentou mudar o rumo dos acontecimentos e investiu no ataque, colocando em campo Zé Diogo e Jaime. Contudo, seria novamente a equipa termal a estar perto do golo por Edson, mas o remate do dianteiro visitante saiu à figura de Rui Rego. Parecia estar destinado ao Pedras Salgadas, não vencer o jogo.

Numa altura em que o empate parecia ser o desfecho final do encontro, o Merelinense acabou por beneficiar de um momento de inspiração de Agdon (89`) para fixar o 2-1 final.

FICHA DE JOGO

Estádio João Soares Vieira – Merelim

Árbitro: Pedro Vilaça (Viana do Castelo)

Auxiliares: Pedro Rocha e Antony Enes

 

Merelinense: Rui Rego, Vasco Cruz, Antero, Rodrigo, Miguel, Beck (Zé Diogo, 85`), Hélder Sousa, Davide (Jaime, 63`), André, Pedro Pereira (Vítor Hugo, 63`) e Agdon.

Treinador: André Cunha

 

Pedras Salgadas: Cajó, Rafa, André Silva, Carlos Mendes (Fábio Carvalho, 90`), Tiago André, Mota, Zé Lopes (Carlos Freitas, 45`), Edson, João Nogueira, Miguel Lima (Miguel Teixeira, 86`) e Lane

Treinador: Ricardo Silva

 

Ao intervalo: 1-1

Golos: 1-0 (Agdon, 8`pen.); 1-1 (Zé Lopes, 40` pen.); 2-1 (Agdon, 89`)

Cartão amarelo a Rodrigo (50`), Agdon (64`), Rafa (70`), Mota (75`), Vasco Cruz (83`) e Jaime (90+3`).

Deixar comentário

Comentário