CNS: Vila Real 1 – 1 C.C.D. Santa Eulália

0
400

Miguel e Bukia

Num jogo incaracterístico, a divisão de pontos acaba por penalizar a equipa do Vila Real, que demonstrou em campo que merecia os três pontos.

O jogo começou rápido, com a equipa da casa a entrar forte na partida. Orlando aos 7 minutos, a criar a primeira ocasião de perigo. Descaído na esquerda, a imprimir velocidade no último terço do terreno, mas o remate a não sair com a direção certa.

Por sua vez, a equipa do Santa Eulália, que “vive” muito da criatividade do seu capitão Nélson, aos 28 minutos, numa boa leitura de jogo a lançar Carlitos, já com Rúben fora do lance, mas este com pontaria a mais, acertou com estrondo na barra, esta que foi a primeira oportunidade para os forasteiros.

Antes do intervalo, a equipa adversário voltou a estar perto do golo, mas o remate de Nélson a sair um pouco ao lado da baliza de Rúben.

No segundo tempo, a formação do Santa Eulália entrou melhor na partida. Marquinho a ganhar espaço na defesa contrária, mas o remate a sair sem perigo. A resposta do Vila Real, saiu de Felipe Martins, o avançado que tinha entrado a poucos minutos, com pontaria afinada a acertar na barra da baliza de Ferreira, já com este fora da jogada, perdendo-se um ocasião iminente de golo para a equipa da casa.

Aos 70 minutos, Carreira a ver bem Rui, este a fintar com classe Ferreira, e a marcar o primeiro golo para a equipa da casa. Este golo trouxe tranquilidade aos locais, mas foi por pouco tempo. Num livre, Nélson a bater largo ao segundo poste, onde aparece Costinha para cabecear e fazer o golo do empate, decorria o minuto 73.

Curiosamente, a equipa da casa não baixou os braços e foi tentando incutir mais velocidade a partida, fazendo com que o esférico chegasse rápido aos seus dianteiros. Orlando em velocidade foi sempre uma seta apontada a baliza, e numa destas ocasiões a encher o pé e a rematar colocado, desta vez, apontou demais, vendo a barra a negar-lhe o golo, para desespero dos seus colegas.

Bukia, já no tempo de compensações, volta a ter nos pés a oportunidade para conseguir os três pontos, mas numa defesa temerária e arriscada de Ferreira, o esférico acabou por não seguir o caminho desejado dos locais.

Na próxima jornada, os alvinegros visitam Amarante, para a última jornada da primeira volta do Campeonato nacional de séniores, Série B.

Deixar comentário

Comentário