CNS Série B : Vila Real 0 – 3 Varzim

7
264

“Expulsão tornou fácil a vitoria do Varzim”

A estreia do Vila Real no CNS, não foi a melhor, expulsão de Andrey aos 21 minutos foi determinante para o desenrolar da partida.

A equipa da casa com quatro reforços no 11 inicial, entrou em contenção no relvado, isto porque, a formação do Varzim, muito bem estruturada no terreno entrou a todo o gás. Com jogadores rápidos nas alas, foram desde o minuto 1, um “problema” para a defesa alvinegra.

Aos 13 minutos, Andrey muito bem a negar por três vezes, o golo a Rui Coentrão. Defesas de muita qualidade do guardião que minutos depois vai cometer falta para grande penalidade e expulsão. Chamado a marcar Nelsinho não falhou e aos 21 minutos coloca o Varzim em vantagem.

Em inferioridade numérica, Abel Ferreira retira Carreira e coloca Rui Magalhães na direita, mas só de bola parada, perto da meia hora de jogo, a equipa da casa consegue criar perigo. Tiago Pereira em habilidade a bater bem, mas Pedro Soares a esticar-se sacudindo o perigo.

Aos 37 minutos, o central Sandro vai marcar o segundo golo para o varzim, dificultando ainda mais, a tarefa para a equipa da casa. A defesa alvi-negra volta a facilitar, e Vitor Hugo a marcar o terceiro golo para os forasteiros, já bem perto do intervalo.

No segundo tempo, a equipa do Varzim entrou novamente mais forte, e logo ao minuto 46 Vitor Hugo teve tudo para marcar, mas a chutar ao lado da baliza de Rubén.

Com o decorrer dos minutos, as equipas foram baixando o ritmo de jogo, e à excepção do remate cruzado de Zé Diogo, para a defesa da tarde de Pedro Soares, poucas foram as ocasiões de golo de parte a parte.

O jogo chegou ao fim com a vitória justa do Varzim. A equipa do Vila Real na próxima jornada viaja até Ribeirão.

 

Jogo no Estadio  Monte da Forca em Vila Real

Árbitro: André Almeida – AF Ponta Delgada

Auxiliares: Sérgio Costa e Pedro Cabral

Vila Real: Andrey, Carreira(Ruben 21´), Fred ©, Tiago Pereira, Zé Diogo, Francis, Castanha, Rui Magalhães, Aquini( Miguel 61´), Bukia e Patrick( Hélio 46´)

Técnico: Abel Ferreira

Varzim: Pedro Soares, Tiago Lopes, Sandro (Biju 62´), Telmo (Pedro Mendes 33´), Abel Pereira, Nelsinho, Vítor Hugo (Diego Mourão 75´), Pedro Sá, Anilton, Rui Coentrão e Sérgio Organista.

Técnico: Vítor Paneira

Ação disciplinra: Cartão Amarelo para Sandro (30´), Sérgio Organista ( 68´), Pedro Sá (90´). Cartão Vermelho para Andrey (21´)

Golos: 0-1 Nelsinho g.p (21′); 0-2 Sandro (37′); 0-3 Vítor Hugo (41′)

Vídeo com os golos do encontro:

Deixar comentário

Comentário

7 Comentários

  1. O alijoense irá fechar as portas; só na associação tem um dívida que ascende os 11 mil euros . Por aqui esta tudo dito. Vergonhoso para todos que a contraíram e para todos que estiveram coniventes

  2. Caro Domingos, Eu ainda não percebi porquê que o C.N.S. tem que ser profissional! Nos países desenvolvidos, até futebolisticamente falando, não é! Aqui em Portugal seremos mais ricos para ter que ser? Depois há concorrência desleal: algumas câmaras, com o dinheiro dos nossos impostos, desvirtuam isto tudo. O C.N.S. tem que ser uma competição de futebol amador onde 99,9999% dos atletas são da terra, estudando ou trabalhando por ali. Vejo nas suas palavras alguma azia contra o SCVR! Será que esta cidade não tem estruturas e população para ter uma equipa neste campeonato? Estaremos nós num nível inferior ao Arouca ou ao Pedras Salgadas? Poucas cidades se podem dar ao luxo de terem uma universidade onde existe um “viveiro” de jovens com vontade de vestirem a camisola do Bila. Aliás, uma grande parte dos atuais atletas estudam lá e não fazem má figura. É preciso é que não haja pessoas com você que estão sempre contra tudo, desejando que continuemos a viver sempre na mesma parvónia, se calhar com 2 dias de corridas por ano e com um arraial de S. António, cuja parte desta verba daria para alimentar uma boa equipa que levasse o nome desta cidade e das empresas patrocinadoras por esse país fora. Felizmente, como se viu no último domingo, há muita gente a pensar POSITIVO em Vila Real. Até os que nos visitaram da Póvoa ficaram admirados com o apoio que nos viram, mesmo perdendo mas de PÉ – só é pena que estes jogos ainda não sejam realizados no berço do BILA – pois quando isso acontecer, o nosso clube vai chegar rapidamente à categoria natural que lhe pertence. Espero ter ajudado a aliviar-lhe essa depressão anti-bila. Um abraço e tente ser feliz ajudando os outros a serem felizes.

  3. Alguém me pode informar quantas equipas vão participar no campeonato da A.F.de Vila Real e se o Alijoense participa

  4. chorar?
    os clubes do litoral vão ser sempre favorecidos infelizmente, a não ser que os clubes do interior tenham super equipas…
    o mais certo seria o vila real perder na mesma, pois o varzim tem melhor equipa, agora o que é certo é que na duvida prejudica-se o do interior…
    o vila real vai sofrer muito esta epoca, mas não vamos perder a esperança…

  5. O Vila Real que se dedique á formação. Não tem equipa e, pior que isso não tem estrutura para o C.N.S.. Ponham essa miudagem toda a praticar desporto, porque não tem qualquer hipóteses de ter uma equipa profissional. Cada um deve viver dentro das suas possibilidades. A distrital é o lugar para o Vila Real, infelizmente… Quando não há dinheiro, não há vicios…

  6. vermelho, qual a duvida? não gostam? a realidade vai ser esta, não se chorem….

  7. Na dúvida, eis o castigo mais pesado. Este filme, da litoralização contra o interior do país, infelizmente já tem a fita gasta. É sempre a mesma coisa. Vale mais que por decreto proíbam as equipas do interior de competirem com os ricos do litoral.

Comments are closed.