CNS (Série C): Cinfães 1 – 1 Vila Real

6
492

dt CroppedEm jogo antecipado da 5º jornada na Série C do CNS, os alvinegros visitaram Cinfães, num jogo muito emotivo e com incerteza no marcador até final.

Num relvado em óptimas condições, o Vila Real entrou a todo o gás na partida. Pipo, a ganhar espaço à entrada da área, e a rematar forte, dando sinal que os alvinegros vinham dispostos a sair da última posição da tabela classificativa.

Por seu turno, a equipa da casa respondeu de bola parada, mas a defesa alvinegra foi afoita a afastar o perigo.
Aos 18 minutos, o técnico Arlindo Gomes viu obrigado a mexer na equipa, Carlitos lesionado cedeu o seu lugar a Nando.

Dois minutos depois, os forasteiros vão chegar a vantagem. Arrancada na esquerda de Miguel Pereira, depois de uma recuperação de Mica, com o médio a cruzar largo ao segundo poste, onde Caleb no sitio certo e num toque acrobático, vai aproveitar “o presente” de Diego, que não conseguiu segurar o esférico, colocando os alvinegros em vantagem no marcador.

Perto da meia hora de jogo, o Vila Real volta a estar perto do golo. Na marcação de um canto, Dani Mendes englobado no apoio ao ataque, aparece sozinho ao segundo poste, mas o cabeceamento sai por cima da baliza de Diego.

Djo Djo lesionado, cedeu o seu lugar a Orlando, que aos 42 minutos quase oferece o golo a Caleb, valeu o corte providencial da defesa da casa.
Em cima do intervalo, o guardião Diego volta a comprometer a equipa, mas desta vez, Dani Mendes bem colocado não conseguiu emendar para golo.

Na etapa complementar, entraram melhor os locais, com Vítor Hugo a rematar forte, mas ao lado da baliza de Riça. Depois, aos 56´ Pepe, aparece bem na pequena área a cabecear, mas o esférico acabou por sair por cima.

A equipa do Vila Real, respondeu por intermédio de Orlando na direita, com o paraguaio a cruzar largo, Caleb ainda se esticou, mas não conseguiu a emenda.
Aos 73´minutos, a equipa da casa vai chegar ao empate. Fábio Rodrigo com espaço, não hesitou e rematou sem hipóteses de defesa para o guardião Riça.

Com o golo do adversário, os Transmontanos despertaram e Caleb primeiro e depois Orlando voltam a estar em destaque, mas não conseguindo concretizar.
Num jogo dividido, o Cinfães por intermédio do inevitável Vítor Hugo, teve nos pés a derradeira chance da reviravolta, valeu riça imponente entre os postes para evitar o tento do adversário.

A equipa do Vila Real, já em tempo de compensação, vai ficar reduzido a dez elementos. Miguel Mendes, que tinha entrado já na parte final do encontro, a ver o cartão vermelho direto, alegadamente por palavras dirigidas ao trio de arbitragem.
Mesmo assim, os alvinegros lutaram até final, mas o resultado não sofreu alteração.

Jogo disputado no Estádio Municipal Prof. Cerveira Pinto

Árbitro: Pedro Maia( AF Porto)
Auxiliares: Hélder Casanova e Paulo Nogueira

CD Cinfães : Diego, Luis Carvalho©, Rui Filipe, Rafa, Rui Teixeira(Embalo 46´), Edelino Ié, Vitor Hugo, Miguel Pinto, Nuninho(Fábio Rodrigo 58´), Pepe e Carlitos(Nando 18´)

Suplentes não utilizados: João Monteiro, Diogo Vila, Hugo Soares e Alex

Treinador: Arlindo Gomes

SC Vila Real: Riça, Carreira, Fred Coelho©, Dani Mendes, Rui Herculano, Mica, Francisco Delgado, Pipo (Daniel 67´), Miguel Pereira (M. Mendes 81´), Caleb e Djo Djo(Orlando 42´)

Suplentes não utilizados: Nuno, Telmo, Ornelas e Ivan Reis

Treinador: Paulo Cadete

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: 0-1 Caleb (20´);1-1 Fábio Rodrigo (73´)

Cartões Amarelos a Dani Mendes(40´); Mica(41´);Nando(51´);Riça(69´);F.Delgado (70´); Vitor Hugo(74´);Fábio Rodrigo(90+1); M.Mendes(90+1)
Cartão vermelho direto a M.Mendes(90+4)

Deixar comentário

Comentário

6 Comentários

  1. Caro adepto, de facto desta vez não vi, mas quem o disse que era menos competitiva , mais acessível, lutar por outros objetivos foram vocês os srs diretores e o próprio técnico, leiam bem as declarações que ele fez no inicio, mas a ignorância e a incompetência tomam conta de vós, enfim , palavras para quê?…..não se desculpem, ,,,,,assumam que não têm arcaboiço para enfrentar este desafio….há, mas depois mais perto do fim tudo se resolve……revejam os vossos livros e vejam que esta serie não é a mais competitiva, tem clubes ghistoricos , isso sim ,mas estão mortos e de rastos, nem dinheiro para comprar um leitãozinho têm…..já foram e se estivessem bem o vila não jogava com eles,,,,,,toca a mexer os cordelinhos para não cairmos no abismo

  2. Com adeptos como o Adepto, não admira que na ultima década o Vila Real se tenha transformado num clubezinho de tipo regional onde imperam uns copitos e uns ossinhos de leitão, já agora inplementem também o fito e á subida ao cepo.

  3. Ao menos uma coisa o Vila Real tem de bom.. Se calhar, os melhores do país… Criticos…

  4. Sócio, se não viste o jogo e ainda por cima, para dizeres o que disseste, mais vale estares calado! E Carlinhos, esta série é a mais competitiva ou das mais competitivas do país, só ignorância por aqui!

  5. Efetivamente o Vila Real está esta época numa série menos competitiva que a do ano passado, mas para se obter bons resultados era necessário ter bom plantel, o que é claro que não existe, mas para se ter bom plantel era necessário ter boa direção, o que está claro também não existe. Quando assim é…..

  6. Não vi o jogo por isso esta semana só posso dizer, foi um empate contra uma equipa do regional, mas vale sempre um ponto……é preciso começar a pensar em ganhar, segurar as ventagens no marcador, já esta na hora de por toda a sabedoria e experiencia no terreno….

Comments are closed.