12022993_10206492267763997_556806070_n Cropped

Expulsão foi determinante

A equipa alvinegra viajou até a Maia, casa emprestada do Salgueiros, para disputar a terceira jornada do Campeonato Nacional de Séniores, série C.

Quanto ao jogo, começaram melhor os transmontanos. Djo Djo, sempre muito rápido na lateral esquerda, a criar bastante perigo na área contrária. Mas, só aos 13 minutos, é que os alvinegros criaram verdeiro perigo. Cruzamento de Miguel para a cabeça de Djo, mas com a bola a sair ao lado da baliza dos da casa.

Volvidos 5 minutos, Djo Djo desce pela esquerda, entra na área e remata forte, valeu a defesa com os pés do guardião Pedro Miguel.

Perto da meia hora de jogo, de novo Djo Djo na jogada, a cruzar tenso para o segundo poste, valeu o corte da defesa, quando Orlando aparecia em bom plano para finalizar.
Aos 37 minutos, e numa jogada aparentemente normal e de disputa, Djo Djo vê o cartão vermelho directo. O juiz da partida considerou agressão, algo que de facto só ele viu.

Imediatamente, instalou-se a confusão, com os protestos do banco e dos jogadores do Vila Real.

Em cima do intervalo, o Salgueiros vai marcar. Cruzamento para o segundo poste, onde aparece João Ameida a cabecear para o fundo da baliza, perante a passividade dos forasteiros.

No segundo tempo, entrou melhor a equipa da casa, com Malam aos 56 minutos a ter uma perdida incrível frente a Riça, atirando ao lado. A resposta do Vila Real, surge dos pés de Orlando, com o paraguaio num grande lance individual, a passar por vários jogadores, e já na área remata forte, obrigando Pedro Miguel a defesa apertada.

Aos 69 minutos, a equipa da casa volta a dilatar o marcador. Jogada rápida do Salgueiros, bola na esquerda, Paulo Monteiro, assiste João que antecipando-se aos centrais, bisou na partida.
Dois minutos depois, o Salgueiros volta a marcar. Riça precipita-se e sai da baliza, Vítor Andrade, no sitio certo aproveita para rematar para a baliza deserta.

A equipa do Vila Real, aos 77 minutos ainda vê um golo anulado a Ivan, mas aos 88 Miguel Mendes consegue mesmo o tento de honra para os alvinegros. Livre na direita, e Miguel mais rápido que a defesa a desviar para o fundo da baliza.

A equipa da casa, ainda antes do final da partida, esteve muito perto de alargar a vantagem, mas o remate de Jorge Santos, bateu com estrondo no poste esquerdo de Riça.

Na próxima jornada, o Vila Real recebe o Pedras Rubras, onde só a vitória interessa aos comandados de Paulo Cadete.

Jogo disputado no Estádio Municipal da Maia.

Árbitro: Vasco Cabral Almeida (AF Ponta Delgada).

Auxiliares: João Cabral e Paulo Cabral.

SALGUEIROS: Pedro Miguel, Ricardo Silva, Hélio Moreira, Bruno Graça, Hugo Moreira, João Miguel, Mário André, Vítor Andrade, Malam Seide (Daniel Costa, 68’), Paulo Monteiro (Jorge Santos, 81’) e João Almeida (Ivo Lemos, 73’).

Suplentes não utilizados: Carlos Fonseca, Vítor Pessanha, Cláudio Monteiro e David Santos.

Treinador: Paulo Gomes.

VILA REAL: Riça, Telmo, Fred, Miguel Mendes, Rui Herculano, Francisco Delgado, Daniel Adjei, João Ornelas (Ivan, 58’), Miguel Pereira (Filipe, 79’), Orlando (Mica, 70’) e Djo Djo.
Suplentes não utilizados: Bruno Bolas, Dani Mendes, Carreira e Rafael.
Treinador: Paulo Cadete.

Ao intervalo: 1 – 0.

Cartões Amarelos: Miguel Pereira (33’), Ricardo Silva (34’), Mário André (39’), Malam Seide (44’).

Cartão Vermelho: Djo Djo (37’).

Marcadores: João Almeida (45+2’, 69’), Vítor Andrade (73’), Miguel Mendes (88’)

Deixar comentário

Comentário