CNS-Série A: Pedras Salgadas 1-0 Bragança

1
196

 No saber aproveitar é que está o ganho

O Juventude de Pedras Salgadas recebeu e venceu o Bragança por (1-0), num derby transmontano onde os comandados de Carlos Guerra efectuaram uma exibição personalizada, solida e coesa. O Bragança teve sempre dificuldades em encontrar o caminho da baliza adversária, mas quando o fez Nuno Dias mostrou segurança.

A primeira parte do encontro foi efectivamente controlada pela turma da Vila Termal, já que evidenciou uma pressão alta sobre o portador da bola e aproveitou bem os espaços defensivos dados pela equipa do Bragança para criar lances de perigo com alguma notoriedade. Por seu turno, a equipa de Rui Vilarinho ia tentado jogar no erro do adversário, apostando num futebol mais directo para os seus avançados. Contudo, o golo do Pedras Salgadas surgiu ao minuto 21, por intermédio de Lamine, que na transformação de um livre indirecto dentro da grande área do Bragança finalizou da melhor forma colocando a sua equipa em vantagem, num momento onde os homens da casa estavam melhor no encontro.

Na segunda parte, o treinador visitante efectuou alterações na sua formação na tentativa de ampliar a frente de ataque permitindo que a mesma tivesse outro ímpeto ofensivo. Todavia, Nuno Dias, esteve numa tarde inspirada, dado que por duas vezes brilhou na baliza do Pedras Salgadas, negando que a equipa visitante alcança-se o empate no jogo. Neste segundo período, a turma da Vila Termal viria a ficar reduzida a dez elementos por expulsão de Malam, que viu o segundo cartão amarelo ao minuto 76, e o consequente vermelho. Porém, os comandados de Carlos Guerra, mesmo em inferioridade numérica demonstraram uma enorme capacidade de união e solidariedade que veio a ser premiada com a conquista do triunfo final.

Em conclusão, um jogo bem disputado entre duas equipas que ainda não tinham perdido na prova, mas onde a formação do Pedras Salgadas foi mais eficaz e conseguiu concretizar uma das várias oportunidades de golo que dispôs. Por seu intermédio, o Bragança  perdeu uma excelente oportunidade para se colar aos primeiros classificados do campeonato.

Luís Miguel Roçadas (Texto)

José Sousa (Foto)

Ficha Técnica:

Complexo Desportivo de Vila Pouca de Aguiar

Arbitro: Pedro Ferreira (AF Braga)

Auxiliares: Fernando Pereira e Paulo Miranda

Pedras Salgadas: Nuno Dias, Dany, Ramalho, Lamine, Daniel Gonçalves, Mourão, Latyr, Francisco ( Youssouf 37′), Malam, Fall ( Baba 80′), e Gomis (Hugo Silva 66′).

Treinador: Carlos Guerra

Bragança: Nélson, Rafa, Corunha, Win, Paulo (Samir 62′), Kapelo, Miguel Lemos, Moisés ( Tony 46′), Gancho ( Gonçalo 77′), Edy, e Horácio.

Treinador: Rui Vilarinho

Cartões Amarelos: Dany (45′), Malam (46′ e 76′), Gancho ( 60′), Ramalho (62′), Kapelo (67′), Tony ( 70′), Lamine (78′), Baba (85′) e Horácio (94′).

Cartões Vermelhos: Malam (76′)

Marcadores: Lamine (21′)

Deixar comentário

Comentário

1 comentário

  1. Vi o jogo, foi equilibrado o pedras aproveitou quase a única oportunidade que teve ao longo do jogo. O Bragança foi perdolário, e teve a oposição de um GR inspirado que valeu a vitória ao Pedras. Pedras uma equipa mais organizada e a trocar melhor a bola, mas sem criar lances de perigo, o bragança com futebol direto criou as melhores oportunidades no jogo. Resultado justo seria o empate.

Comments are closed.