CNS: Rescaldo da 4ª jornada

0
187

CNS_rescaldo

Os resultados das equipas transmontanas nesta 4ª jornada do CNS foram globalmente positivos, havendo como aspecto negativo a segunda derrota consecutiva do Vila Real na competição. O Pedras Salgadas e Bragança venceram na Madeira, o Mirandela empatou em casa e o Argozelo empatou fora de portas. Já o Mondinense somou a segunda vitória na prova.

Série A

A 4ª jornada provou novamente que esta série é muito equilibrada e que todas as equipas estão colocadas no mesmo patamar competitivo. O Pedras Salgas em duas jornadas soma duas vitórias diante das duas únicas equipas madeirenses inseridas nesta série. Depois de triunfar em casa parente o Maritimo B, os comandados de Ricardo Silva, obtiveram nova vitória desta feita na Camacha. O que possibilitou que a equipa termal consolidasse a segunda posição na geral classificativa, a “morder os calcanhares” ao primeiro classificado Vilaverdense que ganhou no último minuto em Neves por (1-2). Um golo de Bruno Filipe, aos 94’, continua a manter a equipa de Vila Verde no primeiro lugar.

O Bragança de André David somou o seu segundo triunfo consecutivo, vencendo no Maritimo B, e demonstrou que é uma equipa a ter em conta na luta pelas duas primeiras posições. A formação brigantina começa a ganhar uma dinâmica de vitória interessante para os próximos desafios do campeonato. Por seu lado, o Mirandela de Nuno Barbosa, ainda não conseguiu alcançar uma consistência de vitórias. A equipa possui bons valores, mas neste início de época tem cometido algumas falhas. Isto porque em quase todas as partidas a formação do Mirandela começa a perder e tem que consecutivamente correr atrás do resultado. O que tem comprometido algumas exibições da equipa.

Já o Argozelo não tem tido a melhor estreia nas competições nacionais, visto ainda se encontrar no último lugar da tabela, mas de jogo para jogo a equipa tem vindo a evoluir e o empate alcançado em Vianense é prova disso mesmo. Vê-se que o Argozelo tem adoptado uma postura mais matura e cautelosa nos encontros, e promete ser uma formação difícil de ultrapassar. Curiosamente, o melhor marcador desta série é o avançado cabo-verdiano Tiago (Argozelo), que em quatro jornadas soma quatro golos.

Série B

Nesta ronda o destaque é nomeadamente positivo para o Mondinense, que obteve a sua segunda vitória no campeonato, e por conseguinte a segunda em casa. A equipa de Vítor Pereira demonstrou ao longo da partida ser superior ao Varzim B, fruto disso foi a primeira parte bem conseguida do Mondinense, período no qual chegou ao golo do triunfo. Nos segundos quarenta e cinco minutos a equipa limitou-se a controlar o jogo a seu belo prazer. Nesta série, também merece ser mencionado o arranque fabuloso do Fafe que não tem dado hipóteses a concorrência, e desta feita goleou o Torcatense por (6-0). A formação do Fafe em quatro jornadas disputadas desta série já tem o melhor ataque da prova, com um total de 17 golos marcados em apenas quatro jornadas.

Série C

Esta tem sido apontada por muitos como a série mais forte do CNS. Por isso, também pode passar um pouco o início de campeonato algo irregular do Vila Real, que nesta jornada perdeu pela segunda vez consecutiva. No jogo diante do líder Pedras Rubras, os erros defensivos acumulados pelo Vila Real foram fulcrais para o desfecho final do resultado. Denotasse que a equipa de Paulo Cadete ainda tem muito trabalho para ser feito, e que é necessário um acréscimo de qualidade na equipa para os objectivos serem alcançados. No ataque a equipa tem criado algumas situações de finalização, mas sem o devido sucesso. Veremos como será o crescimento do Vila Real nesta série e como a formação vai encarar os próximos desafios. Mas um factor é notório, a equipa desorganiza-se muito facilmente no jogo e como tal é necessário uma melhor ligação entre todos os sectores. Destaque ainda nesta série para a importante vitória que o Sobrado teve sobre o Amarante, o que possibilitou que a turma de Valongo subisse alguns lugares na geral classificativa.

Deixar comentário

Comentário