O regulamento da Federação Portuguesa de Futebol no Capítulo 11 (Formato da Competição), na qual está inserido o Artigo nº 12 (Classificação e desempates), é bastante explícito no que se refere ao método de desempate em caso de igualdade pontual nas 8 séries existentes no Campeonato de Portugal. Neste momento, temos três formações transmontanos com possibilidade de atingirem o play-off de promoção, Bragança, Pedras Salgadas e Vila Real ( se vencer o jogo de hoje diante do Coimbrões). Como tal, ambas as equipas na última jornada do Campeonato de Portugal puderam ter uma combinação de resultados que as faça ir ao desempate de igualdade pontual. Neste caso, deixamos aqui enunciado o Artigo nº12 do Regulamento da Federação Portuguesa de Futebol para que os nossos leitores fiquem a conhecer o método de desempate.

Artigo nº12 (Classificação e desempates) – Regulamento da Federação Portuguesa de Futebol

1. Com vista a determinar a classificação dos Clubes em cada série referida no artigo anterior, adota-se a seguinte tabela:
Vitória – 3 pontos;
Empate – 1 ponto;
Derrota – 0 pontos.

2. Quando, no final das séries disputadas por pontos referidas no artigo anterior, existam Clubes em situação de igualdade pontual, o desempate é efetuado de acordo com os seguintes critérios e ordem de preferência:

a) O maior número de pontos alcançados pelos Clubes empatados, nos jogos que realizaram entre si, na fase da Prova em causa;
b) A diferença entre o número de golos marcados e o número de golos sofridos pelos Clubes empatados, nos jogos que realizaram entre si, na fase da Prova em causa;
c) A maior diferença entre o número de golos marcados e o número de golos sofridos pelos Clubes empatados, nos jogos realizados na fase da prova em causa;
d) O maior número de vitórias na fase da prova em causa;
e) O maior número de golos marcados na fase da prova em causa;
f) O menor número de golos sofridos na fase da prova em causa.

3. Se, após a aplicação sucessiva dos critérios enunciados no número anterior, ainda subsistir uma situação de igualdade, é observado o seguinte:

a) Tratando-se de dois Clubes em situação de igualdade:
i) Um jogo em estádio neutro, designado pela FPF;
ii) Subsistindo a igualdade, é feito um prolongamento de 30 minutos, dividido em duas partes de 15 minutos, sem intervalo, mas com mudança de campo;
iii) Se ainda subsistir a igualdade, o vencedor é apurado através da marcação de pontapés da marca de grande penalidade, de acordo com as leis do jogo;
b) Tratando-se de mais de dois Clubes em situação de igualdade:
i) É realizada uma competição, na qual todos os Clubes jogam entre si apenas uma vez, em estádio neutro, designado pela FPF.
ii) Se, no final desta competição, se mantiver a igualdade, são observados os critérios previstos no número 3.
4. Os resultados obtidos em cada jogo consideram-se tacitamente homologados 15 dias após a realização dos mesmos, sem prejuízo do disposto no Regulamento Disciplinar da FPF.

5. O disposto no número anterior não prejudica a aplicação de sanções disciplinares decorrentes dos jogos realizados.

6. Nas finais jogadas a “duas mãos”, se no final do tempo regulamentar do segundo jogo o resultado estiver empatado no conjunto das “duas mãos” é realizado um prolongamento de 30 minutos, dividido em duas partes de 15 minutos, sem intervalo, mas com mudança de campo.

7. Quando no final do prolongamento a igualdade subsistir, o desempate é efetuado através de pontapés da marca de grande penalidade, em conformidade com as Leis do jogo.

Deixar comentário

Comentário