Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Masculina

Diogo Cão 87 – 81 Colégio José Régio

“Juventude vence Veterania”

ADCE Diogo Cão – Artur Freitas, Paulo Silva(3pts.), Diogo Monteiro(6pts.), Eduardo Bastos(14pts.), Guilherme Vilela(5pts.), Diogo Moreira(14pts.), Miguel Lobo(2pts.), Tiago Pereira(34pts.), Gonçalo Borges, Francisco Dias(9pts.), João Vilela e Miguel Fontes.

Treinadores: Francisco Carvalho e José Vilela

Resultados Parciais: 26 – 20 ; 21 – 21 ; 22 – 15 ; 18 – 25

Os jogos séniores regressaram a BILA e o público respondeu em força. Casa cheia, foi desta forma que o velhinho pavilhão da Diogo Cão se apresentou para ver a jovem equipa transmontana receber e vencer a equipa da cidade invicta Colégio José Régio.

Num jogo que era importante uma vitória, foi com um inicio muito forte dos nossos jovens, galvanizados pelo publico, que a equipa verde e branca entrou com tudo, defesa bastante pressionante e com rápidos contra ataques e boas decisões de lançamento colocaram o adversário em sentido.

Com o desenrolar do jogo a equipa forasteira entrou no jogo e com a sua veterania conseguiu ir mantendo o resultado equilibrado reduzindo a vantagem e chegando ao intervalo com 47-41 no marcador.

No regresso do balneário o ritmo do jogo elevou-se e fez com que os jovens transmontanos conseguissem ganhar uma vantagem de 17pontos.

Quando tudo dizia que o jogo já estava ganho, a equipa do CJR foi buscar energia que parecia já estar esgotada e com toda a experiencia da equipa e más decisões da equipa da casa, empata o jogo.

Num fim de jogo eletrizante, os transmontanos agigantaram-se e mostraram toda a garra e qualidade que os carateriza, defendendo sempre bem e escolhendo bons timings de lançamento levaram de vencida a equipa da invicta.

Grande jogo dos nossos jovens que mostraram estar preparados para enfrentar este campeonato e aprender jogo a jogo.

Próximo jogo é já sábado numa difícil deslocação a cidade do Porto para defrontar o club 5 Basket.

 

Campeonato Distrital de Sub-14 Masculino

Diogo Cão 104 x 33 BCVR

Diogo Cão vende derby e segue Invicto

 

Diogo Cão: Miguel Bessa, Manuel Sampaio, Ye Zheshuo, Gonçalo Guilherme, Gonçalo Aguiar, Evandro Coutinho, Luís Mota, Pedro Gonçalves, Vasco Machado, José Duarte, José Pereira, Diogo Guimarães.

Treinadores: Pedro Óscar Gonçalves e Sofia Meireles.

No passado domingo, decorreu o chamado ‘’derby de Vila Real’’, onde duas equipas se defrontaram, ADCE Diogo Cão contra Basket Clube de Vila Real.

Até agora ambas as equipas seguiam no campeonato Inter-Distrital sem qualquer derrota, ontem foi o jogo que decidia qual das duas teria a sua primeira derrota nesta competição.

Com a nossa casa cheia os nossos atletas mostram-se confiantes para o jogo, conseguindo logo no primeiro período disparar o resultado. Excelente primeira parte com apenas 3 turnovers, isto deveu-se à capacidade da equipa ir para as posições certas, nos timings certos, tomando boas decisões de passe, penetrando facilmente a defesa do adversário e através de várias assistências conseguir pontos fáceis, tanto em contra-ataques como ataques organizados.

Já no segundo período notou-se um pouco de ansiedade por parte dos nossos jogadores, mostraram muita vontade de querer jogar, no entanto estavam a querer ‘’fazer tudo às pressas, em vez de depressa’’, o que originou um maior número de erros no passe, mas pouco tempo depois e seguindo as indicações dos treinadores os atletas acalmaram e voltaram a fazer o seu normal jogo terminando, assim, a primeira parte com uma diferença de 25 pontos.

Na segunda parte os atletas diminuíram ligeiramente o seu rendimento, provavelmente porque se acomodaram com o resultado, no entanto, não deixando a diferença pontual fugir, diminuíram o seu ritmo de jogo e em termos defensivos houve uma maior falha na responsabilidade de cada um cumprir a sua função, ou seja, várias vezes que os nossos meninos foram ultrapassados no 1×1 e isto é algo que temos que melhorar, pois com equipas de nível superior não podemos relaxar tanto a nível defensivo, pois à mínima distração poderá custar todo o trabalho anterior imposto.

De qualquer forma, em termos ofensivos e de um modo geral há que notar a grande evolução destes nossos jovens, de há dois anos atrás para hoje muita coisa mudou, tanto nos aspetos técnico-táticos como nos aspetos de maturidade. Hoje em dia são uns verdadeiros homenzinhos, com capacidade para jogar, perceber e admitirem onde erraram, o estarem sempre prontos para ouvir, corrigir onde houve falhas e, principalmente, no respeito ao adversário. Grande evolução de toda a equipa! Esperemos que continuem com o ótimo trabalho. Esta evolução foi algo que demorou tempo, não é algo que se consiga em alguns meses, mas é, sim, devido ao trabalho, reflexão e comunicação de toda a equipa, tendo esta que passar por momentos mais difíceis para posteriormente poder saborear o sucesso.

 

Deixar comentário

Comentário