António RamosParece que toda a polémica em relação a eleição de António Ramos, na Associação de Futebol de Bragança chegou ao fim.

O Tribunal da Relação do Porto, depois do GD Bragança ter recorrido da sentença do Tribunal de Bragança, seguiu o mesmo princípio basilar, julgando improcedente o recurso, mantendo assim a decisão inicial.

Dado esta decisão, não ser passível de recurso, nada impedirá desta vez, a tomada de posse de António Ramos, isto, se o GD Bragança não pedir uma “aclaração da decisão”, podendo adiar, unicamente, por mais uns dias essa tomada de posse.

Relembramos que este imbróglio, se arrasta desde o dia 8 Julho de 2013, dia posterior as eleições, onde a direcção liderada por Jorge Nogueira, interpôs uma providência cautelar, levando o assunto para “o Juízo ad Juris”.

Deixar comentário

Comentário