Na observação da 2ª jornada da Divisão de Honra, o destaque vai para a primeira derrota do candidato Chaves B, que escorregou no campeonato. O Santa Marta também perdeu nesta jornada e afastou-se da liderança. Quanto ao Régua “puxou dos galões” e assumiu-se como candidato ao titulo. Já o Vila Real venceu com dificuldade o Vila Pouca e saboreou a primeira vitória da prova. Destaque também para o Ribeira de Pena, que neste inicio de temporada tem surpreendido.

No encontro da jornada, o Chaves B claudicou na visita à Régua. A turma duriense jogava uma cartada importante no campeonato e apresentou argumentos válidos para lutar pelo titulo. Um golo do defesa Umaro foi suficiente para que os pupilos de Marco Maleiro alcançassem o primeiro triunfo. Já o Chaves B teve a percepção que nesta época desportiva a Divisão de Honra vai ser competitiva e não haverá jogos fáceis.

O Cerva também obteve a sua primeira vitória e desta feita em casa. O Campo das Baraças, por tradição é um recinto complicado e dificil de pontuar. Dai, o Santa Marta ter sofrido na “pele” uma derrota pesada. A turma orientada por Rosário, não conseguiu travar o ataque da colectividade cervense e perdeu a liderança da prova.

Em relação ao Murça nesta jornada consentiu um empate caseiro frente ao Abambres. Foi uma partida equilibrada onde ambas as formações estiveram ao mesmo nível. Convém ainda, salientar a juventude que os dois conjuntos apresentaram em campo. Um sinal claro que a formação no distrito de Vila Real tem qualidade e competência.

Quanto ao Vila Real teve algumas dificuldades em ganhar ao Vila Pouca. A formação aguiarense apresentou-se organizada, com ideias e lúcida. Porém, foi através de uma grande-penalidade que os vila-realenses obtiveram o golo do triunfo. O ataque da equipa de Nuno Pinto terá de melhorar a sua finalização em encontros futuros se quiser seguir no comboio dos primeiros classificados.

Por seu turno, o Ribeira de Pena está a ter um começo de campeonato interessante. Na visita ao reduto do Salto, a turma de Justino Ribeiro justificou o triunfo. Com quatro pontos em duas jornadas, o Ribeira de Pena é uma das equipas que segue na frente da prova. Já o Salto não teve o inicio de campeonato desejado, mas deixou indicadores de fazer uma prova tranquila e sem sobressaltos.

O Vidago aplicou a goleada da jornada ao ganhar por (5-1) ao Fontelas. Numa partida de sentido único os alvinegros estiveram imparáveis perante um adversário que sentiu dificuldades em roubar pontos. Em último lugar, destacamos o triunfo caseiro do Vilar de Perdizes que ganhou com mérito ao Atei. Dois golos na primeira parte e um na segunda foram suficientes para que a equipa de Vítor Gamito alcançasse os primeiros três pontos da época. Quanto ao Atei foi uma equipa solidaria e unida durante todo o jogo.

 

A equipa

Nomeamos o Régua como a equipa da jornada. A formação duriense num encontro de candidatos ao titulo derrotou o Chaves B. Uma vitória que certamente será moralizadora para as jornadas futuras.

O momento

Nesta premissa focamos as cinco grandes-penalidades assinaladas nesta jornada. Foram todas elas, em jogos diferentes. É um aspecto curioso que sobressaiu nesta jornada.

O jogador

Armando Lopes (Vidago) foi escolhido como o jogador da jornada. Aos 40 anos, o avançado continua de “pé quente” e a marcar golos como poucos. A experiência de Armando Lopes ainda faz a diferença na Divisão de Honra. Nesta jornada apontou dois golos na goleada do Vidago ao Fontelas. É um craque a jogar futebol !

 

Deixar comentário

Comentário